Bulimia – Riscos e tratamento adequado

A bulimia, ao contrário do que muitos pensam, é um problema psicológico que precisa ser tratado. Este distúrbio alimentar gera inconscientemente uma fome incontrolável, onde a pessoas comem compulsivamente, e após esse período de descontrole, a pessoa fica transtornada com medo de aumentar seu peso e vê como solução a ingestão de medicamentos para evacuar, ou até mesmo forçam o vômito simplesmente colocando o dedo indicador dentro da garganta.

Os problemas da Bulimia

Quando a pessoa induz o vômito ela gera problemas graves em seu organismo, pois não perde somente o que ingeriu, ela expeli os sucos digestivos, que desequilibram os eletrólitos do sangue, causando problemas no coração. A ingestão dos laxantes provocam hemorróidas, dores abdominais intensas e constipação crônica. Já o descontrole de ingerir alimentos em grandes quantidades pode romper o estomago.

A pessoa com Bulimia

Diferente da anorexia, onde a pessoa faz dietas, regimes rigorosos e também força o vômito para emagrecer rápido, pois se sente muito gorda (mesmo não sendo), a bulimia causa impulso para comer e a pessoa não quer engordar, pois geralmente já possui um corpo bonito e magro, desta maneira não induz seu vômito para emagrecer, somente para não engordar.

Há dois tipos de pessoa com bulimia, a pessoa que tem medo de engordar e come compulsivamente para depois usar laxantes ou vomitar, e há a pessoa que come compulsivamente e se deixa engordar excessivamente, ambos pacientes necessitam de um tratamento adequado, pois  sozinhos não conseguem lutar contra esta doença.

O Psicológico do Bulímico

A pessoa com bulimia sente vergonha de si mesma, pois ela sabe que está agindo erroneamente, mas não consegue se controlar, ficando com baixa-estima e se sentindo inferior às outras pessoas.

Tentam freqüentemente realizar dietas ou comer moderadamente, e sempre fracassam.

Tratamento adequado

O tratamento ainda não é uma cura, mas é realizado com antidepressivos, que ajudam a moderar o impulso de se alimentar, as psicoterapias também são indicadas, pois ajuda a trabalhar o psicológico da pessoa assim como nas terapias de grupo e grupos de auto-ajuda.

Anorexia Nervosa – Aprenda tratamento e prevenção da anorexia

Anorexia nervosa, comumente conhecida só por anorexia, é um transtorno alimentar e psicológico, onde a pessoa busca incessantemete icar extreamente magra, mesmo já sendo.

Normalmente, pessoas que são atingidas pela anorexia sentem um medo muito grande de engordar, mesmo estando elas muito magras. Por tal medo, as pessoas anoréxicas acabam adotando dietas rigorosa e sem acompanhamento médico para perda de peso.

Normalmente, este distúbio alimentar atinge as mulheres na faixa de 12 anos de idade até 20 anos, pois é a época que o corpo está mdificando muito rápidamente, e ser vista pela sociedade como uma mulher bonita e magra é tudo. A anorexia atinge até famosos, um exemplo disso, foi a modelo de 21 anos, Ana Carolina Macan, que acabou morrendo vítima de anorexia nervosa, por uma simples infecção urinária que se complicou, em 2006. A modelo tinha 40 kg e media 1,74 m.

A anorexia pode ser considerada uma doença com riscos clínicos, pois pode levar a pessoa à morte.

Sinais e sintomas da anorexia – Como detectar?

Normalmente, uma pessoa que sofre de anorexia tem as seguintes reações:

  • Grande perda de peso repentina
  • Grande obsessão por crer que ainda está gordo
  • Depressão, irritabilidade e ansiedade.
  • Distanciamento progressivo de amigos e familiares
  • Excesso de exercícios físicos em excesso
  • Interesse por alimentos torna-se exagerado
  • O problema da pessoa que possui a anorexia é que ela não aceita que já é ou está muito magra, não assume que está doente, e quando resolve fazer um tratamento já é tarde para a recuperação de seu corpo.

Implicações para a saúde

São diversos os probleas cusados pr este transtorno, pois a pessoa anoréxica fica:

  • Desidratada e desnutrida
  • Anemica
  • Perde muita massa muscular
  • Ocorre amenorréia, parada no ciclo menstrual.
  • Surge osteoporose
  • Cria intolerância ao frio
  • O Sistema imunológico fca debilitado

Causas e desenvolvimento da anorexia

Não existe um fator onde possamos afirmar ser a causa da anorexia, essa doença é considerada multideterminada por um conjunto de fatores psicológicos, biológicos, culturais e familiares.

Estudos chamam a atenção para o culto ao corpo magro e rejeição as gorduras pelas culturas ocidentais.

Esse culto e preocupação com o peso leva a pessoa a iniciar uma dieta, na maioria das vezes sem nenhum auxilio médico, e cada dia essa dieta se torna mais seleta, evitando cada dia mais alimentos com mais calorias. Outras formas de perder peso vão se agregando como exercícios físicos, jejum e vômitos.Apesar de estar magra, a pessoa continua se sentindo gorda e acaba se tornando escrava das calorias. Acaba se afastando da família e amigos, ficando cada vez mais triste e irritada e nunca admitem estar com problemas. As famílias normalmente demoram a perceber esse quadro, e há pessoas que confundem a anorexia com a bulimia, porém são transtornos um pouco dieretes, mas ambos são prejudiciais à saúde.

Tratamento da anorexia

O tratamento deve ser feitos por uma equipe de diferentes tipos de profissionais, desde psiquiatras até nutricionistas.O objetivo principal é retomar o peso normal através de uma reeducação alimentar juntamente a um acompanhamento psicológico adequado.

O tratamento costuma ser demorado e o paciente deve ter acompanhamento médico mesmo após o tratamento para que não haja recaídas.

Prevenção da anorexia

O ideal é diminuir a pressão psicológica das pré adolescente e adolescentes, pois a pressão da “cultura do culto” ao corpo  pode ajudar muito no aumento e diminuição de pessoas com anorexia nervosa.
Outra forma de prevenção é o compartilhamento de informações sobre riscos da anorexia e também sobre regimes milagrosos, que prometem resolver os problemas, pois estes são os principais desencadeadores dos transtornos alimentares.