Bruno Gagliasso perde 17 Kg para sua nova novela

Bruno perde peso em apenas 4 mesesBruno Galiasso, volta as telinhas no papel de vilão em “Cordel Encantado”, e para isso Galiasso teve de perder 17 kg para sua nova novela. Segundo o ator, ele perdeu 17 kilos em quatro meses, logo depois que interpretou o italiano Berilo, na ultima novela da Rede Globo.

Para conseguir perder peso em tao pouco tempo, o ator contratou uma equipe especializada formada por nutricionista, endrocrinologista e personal-trainner. Tal esforço deve-se ao fato de que seu novo papel deve ser magro.

Bruno diz que a maior força para seu emagrecimento rápido foi da esposa, Giovanna Ewbank. O ator apenas lamenta ter que cortar alimentos que ele adorava de sua dieta, o ator ainda, afirmou “Estou sem refrigerante e açaí”.

 

Mitos e verdade sobre emagrecimento

A cada momento surgem mais dietas malucas que prometem perder quilos e quilos em um curto prazo de tempo, daí surgem milhares de teorias do emagrecimento. Porém, até onde saber tudo o que lemos é verdade ou não passa de mito.

mitos-e-verdade-sobre-emagrecerVamos tentar esclarecer algumas dessas duvidas listando esses mitos. Veja abaixo alguns desses mitos e verdades do emagrecimento na lista abaixo

1. Existem alimentos que tem zero de gordura.

Mito. Todos os alimentos possuem gordura, mesmo um frango grelhado.  Para uma alimentação livre de gordura, evite frituras e substitua óleo por um azeite de oliva, por exemplo.  Gorduras possuem cerca do dobro de calorias por grama que os caboidratos.

2. Água morna em jejum emagrece

Mito. Queima de gorduras e calorias esta diretamente ligada com alimentos ingeridos e exercícios físicos. Poucos tipos de alimentos possuem propriedade de acelerar o metabolismo.

A água não possui nenhuma caloria. Você pode beber quanta água quiser, que isso não irá queimar um grama de gordura sequer. Para eliminar gordura diminuir alimentos calóricos e fazer exercícios aeróbicos.

3.     Para um emagrecimento mais eficaz, você não deve ter fome

Verdade. Seu corpo precisa de nutrientes o dia todo. Outra coisa, é que se você ficar com fome, quando for comer você estará propenso a compensar toda a sua fome. Uma forma saudável e eficaz de perda de peso é comer pequenas quantidade de comidas em pelo menos seis refeições durante o dia, que incluam todos os nutrientes necessários para o corpo.

4.      Natural é quer dizer que é bom para saúde

Mito. Em sua maioria é verdade, porém nem sempre. Existem diversos remédios para emagrecer naturais que são mostrados na TV, porém não tem efeito comprovado e diversas vezes é descoberto muitos malefícios a saúde. Pergunte ao seu médico, quais produtos naturais são realmente benéficos para a saúde.

5.      Comer a noite engorda

Mito. Durante a noite seu metabolismo é um pouco mais lento, ingerir alimentos leves facilitam a digestão. Porém não é a hora que você come que faz engordar, mas sim a quantidade e o tipo de alimentos digeridos.

6.      Comer na frente da TV engorda

Verdade. Porém, deve ser observado não é o comer parado ou na frente da TV que o engorda, e sim, o fato de estar propenso a ingerir maiores quantidades de comida devido a sua distração. Tente e comprove.

Anvisa quer acabar com os remédios para emagrecer

Alguns dos remédios por emagrecer podem estar com os dias contatos aqui no Brasil.

A ANVISA (Agencia Nanvisaacional de Vigilância Sanitária) que retirar de circulação os medicamentos para emagrecer que atuam como inibidores de apetite,  agindo diretamente no sistema nervoso:  derivados de anfetamina (dietilpropiona, femproporex e mazindol) e a sibutramina. A única droga liberada seria o conhecido Xenical, que atua no intestino, medicamento que inibe que o organismo absorva gorduras.

Estudos da ANVISA apontam que o consumo de remédios como a sibutramina aumenta os riscos de problemas cardíacos, de tal modo, que a agência desde o ano passado apertou o cerco na venda do produto impondo novas regras para comercialização.

Posição da Anvisa

A notícia foi anunciada e veiculada ao site da agência semana passada, juntamente com os motivos para tal ação. O principal argumento da ANVISA é de que os benefícios dos remédios não são superiores aos riscos, de tal modo que irá organizar no próximo dia 26, uma audiência com uma junta médica para convencê-los de que é melhor opção é retirar esses produtos das farmácias.

Segundo  diretor da agência, Dirceu Barbano, tal assunto já vem sendo debatido desde 2010 quando a Europa baniu a utilização de sibutramina. E tal proibição não afetou o combate a obesidade nestes países.

Posição de alguns médicos

Para alguns médicos endocrinologistas, que atuam na perda de peso no combate a obesidade, tal atitude é extrema e radical. Pois é a única saída para pacientes que não conseguem emagrecer através de uma dieta tradicional, que inclui dieta e exercícios físicos.

Para alguns médicos, o uso de inibidores de apetite são de grande ajuda quando recomendados por um médico especializado e tomados com segurança, pessoas sem problemas cardíacos e que tenham IMC acima de 30.

E você o que acha? Dê sua opinião nos comentários abaixo

Página 4 de 41234